Desde a fundação, nossa Sociedade teve uma existência nômade, com inúmeras trocas de endereço até a conclusão da sede própria. Tudo começou com a sede provisória instalada na Clínica dos Irmãos Machado, em meados de 1943. Depois a sociedade foi transferida para um casarão da Rua Miranda Azevedo, 118 (depois 94) esquina com a Rua da Penha, inaugurada em 12.11.43. A pedido do senhorio e após muita insistência, inclusive com ameaça de despejo, o então presidente removeu a sociedade para o Hospital Santa Lucinda. Todavia, "a grita foi tamanha, que resolveram trazer de novo a entidade para o centro da cidade". Agora mudamos para a Rua Padre Luiz, 92, cedida pelo colega Attilio Bruni, mas por pouco tempo, porque o proprietário também solicitou a devolução do imóvel. "Como não tinha para onde ir", no dizer de Deodoro Reis, "alguém lembrou de pedir abrigo gracioso para a Associação Atlética Scarpa, nos idos de 1953". Porém, como a sala de reunião era exígua e também ficava longe do centro da cidade, em 07.09.1955 inauguramos uma nova sede na Rua Maylaski, nº 56, com direito a coquetel patrocinado pelo Laboratório Silva-Araújo. Mas, não paramos aí. Ainda em 1955, conseguimos a doação pelo Estado (Gov. Lucas Nogueira Garcez) de um terreno com localização privilegiada, ou seja, na esquina da Rua Mons. João Soares com a Rua da Penha, graças aos esforços do Sr. Álvaro Nono Pereira e onde, posteriormente, seria erguida a sede definitiva. Em fins de 1958, na gestão do Dr. Luiz Garcia Duarte, foi dado início à construção da sede própria. Mas, faltava dinheiro. Por isso, o ano de 1959 foi totalmente dedicado à campanha financeira, com o lançamento de apólices, rifas, doações, inclusive com pedido de verba ao Governo Federal pelo colega Deputado Dr. Gualberto Moreira, que consignou no orçamento de 1960- Cr$ 150 mil cruzeiros, e em 1961, mais 500 mil. O projeto e a construção foram entregues ao Eng.Eraldo C.Campelo, que cuidou de todos os detalhes durante os 14 anos de lutas e sacrifícios. Desde o início, a Sociedade Médica procurou envolver toda comunidade sorocabana na construção de nossa sede, recebendo "cal" de Aníbal de Góes, tábuas de Arthur Fonseca, material de construção de Dino Pannunzio, etc. A nossa despesa mensal era de Cr$ 8 mil cruzeiros e precisava ser coberta pelos sócios ou solicitada à população. Ao final do biênio 59/60, três pavimentos foram levantados, com o térreo praticamente concluído. E em 22.06.1962, mesmo com poucos recursos, dois pavimentos já estavam prontos e alugados e o terceiro em fase final de acabamento. A vibração dos colegas pelo empreendimento era intensa, refletida nas reuniões festivas realizadas por ocasião do término de cada laje. Até a presente fase, haviam sido aplicados Cr$ 4 milhões de cruzeiros, obtidos de associados, comunidade, laboratórios farmacêuticos e particulares, rifa de automóvel, etc. Mesmo em fase de edificação, a primeira reunião na sede social foi realizada em 13.12.1962, para eleição da Diretoria (biênio 63/64), com posse em 15.01.63, na sala 202, do segundo andar. Já o Auditório do terceiro andar foi inaugurado em 06.05.1967, para a posse da Diretoria 67/68.

 

 Miguel Villa Nova Soeiro, o Grande Construtor

            Neste momento da construção assumiu a presidência da Sociedade o gra nde idealizador da obra, Dr. Miguel Villa Nova Soeiro, em cuja gestão (1962/68) foi praticamente concluído o maravilhoso edifício. Todavia, faltavam o quarto e quinto andares e o dinheiro estava curto, como sempre. Foi então que surgiu o Plano "Casa do Médico", do Departamento de Previdência da APM. Tal plano destinava parte da venda do Selo de Previdência Médica para a construção de Sedes das Regionais e Filiadas. A jogada era a seguinte: a APM fornecia a verba com alienação por doação ao Departamento de Previdência de uma fração ideal do terreno (20,25% ou 40,50%), conforme um ou dois pavimentos, mas, para uso indefinido da filiada e sem qualquer ônus, exigindo tão somente a manutenção do imóvel. A Diretoria votou em peso pela iniciativa da APM, ficando o prédio totalmente concluído somente em 1972, na gestão do Dr. Newton de Oliveira, com a inauguração do Salão de Festas.

Finalmente, o sonho concluído...

            Em 06.05.72 foi marcado um jantar para comemorar a conclusão total da sede, sendo homenageado com todas as honras o incansável Dr. Miguel Soeiro. A inauguração de todas as dependências da sede da Sociedade Médica de Sorocaba foi considerada um momento histórico pela classe médica da Cidade e de toda Região, pois poucas são as entidades de classe que dispõem de um prédio tão majestoso e imponente. Com formato da quilha de um transatlântico, o edifício se ergue de peito aberto para desafiar os problemas, impor majestade e enfrentar os ventos da dificuldade. Por isso foi, é e sempre será um marco histórico dentro do cenário secular da terra de Baltazar Fernandes. Da mesma forma, os nossos fundadores e seus seguidores, como o Dr. Miguel Soeiro, têm um pouco de tropeiro, muito de bandeirante e a totalidade do espírito dos caçadores de esmeraldas, pois imaginaram uma entidade forte, coesa e semeadora de exemplos, e conseguiram muito mais. Conseguiram uma entidade das mais representativas entre as Regionais da APM, conseguiram o respeito de toda uma classe e a admiração da posteridade. Nossa singela homenagem aos beneméritos fundadores e aos 26 presidentes, que se sucederam nestes 65 anos de vida ativa e fecunda.

 

 

                                     
          

  Os trinta e cinco sócios fundadores

 

Aldemar de Castro, Atílio Bruni, Cássio Rosa, Celso César Machado de Araújo, Clóvis César Machado de Araújo, Fernando Carvalho Santos, Fernando Vieira de Mello, Francisco Ribeiro Arantes, Frederico Hoppe Júnior, Heitor Avino, Heitor Ferreira Prestes, Itagiba Martins Villaça, Jacy Magalhães, João Almeida Tavares, José Carolino Divino, José Celidonio Mello Reis Filho, José Felipe Camargo Barros, José Júlio Fernandes Barros, Júlio da Cunha, Leon Hirsh, Linneu Mattos Silveira, Luiz Baptista, Manoel Nogueira Soares, Marcelo Guimarães Leite, Mário Peres Navas, Milton Tavares, Olavo Silva Souza, Tácito Costa Filho, Thomaz Cortez, Ursulina Lopes Torres e Victor Araújo Homem de Mello.

 

 

Missão

       A Principal missão da Sociedade Médica é aprimorar o conhecimento tecnico-ciêntifico de seus associados, além de propriciar educação médica continuada e  promover programas nas áreas cultural, social, esportiva e de lazer e também atividades voltada para a aproximação entre médicos e sociedade.

 

Diretoria

Presidente:

Jefferson de Oliveira Delfino

Vice-Presidente:

Eduardo Luis Cruells Vieira

Tesoureiro:

Wilson Olegário Campagnone

Secretário:

Edgard Steffen

 

Diretoria Científica e Cultural

Karem Christine Corrêa e Silva

 

Diretoria Social

Flordenice Nascimento Van den Ende

 

Diretoria Defesa Profissional

Thyrso Camargo Ayres Filho

 

Delegado Junto a APM

Antonio Sérgio Ismael

João Márcio Garcia

 

Conselho Fiscal

Marcos Tadeu Lungwtz

Hugo Hypolito

Antonio Tadeu de Castro Pacheco

Conselho Fiscal (Suplente)

Sérgio Borges Bálsamo

Luis Henrique Martinez

 

Diretoria adjunta

Diretor Departamento Esportivo

Alvaro Augusto Mendes

 

Diretora Departamento de Psiquiatria 

Tizuru Suzuki

 

Diretor Departamento de Cirurgia Plástica

Rodolfo Pinto Machado de Araújo Filho

 

Diretor Departamento de Otorrinolaringologia

Godofredo Campos Borges

 

Diretor Departamento de Pediatria

Fabio Bozelli

 

Diretor Departamento de Oncologia

Gilson Delgado

Luis Antonio Pires

 

 

 

 

 

Topo ^


por Dinâmica @ SOCIEDADE MÉDICA 2012